4 de dezembro de 2021

13 de maio: Dia do Zootecnista

13/05/2021

Há mais de 55 anos que o Brasil comemora o Dia do Zootecnista. A data é celebrada no dia 13 de maio em homenagem a aula inaugural da primeira turma de graduação em zootecnia, na Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Uruguaiana, RS, em 1966. O curso foi o primeiro voltado exclusivamente para a área no Brasil e o terceiro da América Latina.

Desde 1966, a zootecnia expandiu e se solidificou como profissão essencial para o desenvolvimento da pecuária. Segundo a Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ), existem atualmente 35 mil profissionais formados, 129 cursos de graduação e 21 mil alunos com matrículas ativas nessas instituições.

“Dentre inúmeras atribuições, o zootecnista é responsável pelo melhoramento genético dos animais, com foco não só em reprodução e produtividade, mas no bem-estar de bovinos, suínos, ovinos e aves. Trabalho que rendeu ao Brasil o título de maior exportador de carne bovina e de frango do mundo. Com o uso de tecnologias e desenvolvimento de pesquisas científicas, o Brasil também se mantém em primeiro lugar quando o assunto é rebanho bovino comercial. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), são mais de 200 milhões de cabeças”, destacou a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em comunicado.

A ABZ fez neste 13 de maio a sua tradicional homenagem ao Dia Nacional dos Zootecnistas com uma ação que envolve cartões com mensagens, publicados nos canais da associação, sobre a importância dos profissionais para o dia a dia das pessoas e do país.

“Essencial foi uma palavra muito em alta neste último ano de pandemia. E foi com isso que nós quisemos trabalhar agora. A Zootecnia é, de fato, essencial para a vida das pessoas e esse sentimento precisa estar presente em todos nós, principalmente em momentos como esse em que a profissão vem enfrentando batalhas importantes. Lembrar a nossa essencialidade fortalece o nosso sentimento de união”, detalha Marinaldo Divino Ribeiro, presidente da ABZ, em publicação no site da associação.

Formar profissionais preparados para planejar e administrar empreendimentos agropecuários, para atuar na indústria de rações, no manejo e na nutrição animal ou, ainda, na prestação de serviços de consultoria especializada. Tudo isso com foco não apenas na produtividade, mas na sustentabilidade do meio ambiente.

Com esse propósito, os cursos de Zootecnia promovem uma flexibilidade de atuação profissional cada vez mais valorizada pelo mercado de trabalho, como explica o zootecnista e docente Celso Carrer, presidente da Comissão Técnica de Zootecnia e Ensino do Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo (CRMV-SP).

“A nova dinâmica da agropecuária, com a formação dos complexos agroindustriais, remete o profissional à análise e participação nos vários elos que compõem a cadeia alimentar. Tanto na iniciativa privada quanto no setor público, o zootecnista dá o devido suporte ao crescimento da economia”, avalia Celso.

Todos os alimentos, produtos e serviços de origem animal passam, em algum momento de seu processo produtivo, pela fiscalização e inspeção do auditor fiscal federal agropecuário (affa) com formação acadêmica em Zootecnia.

Ao longo deste processo produtivo, seja no de registro genealógico de raças, no fomento de cadeias produtivas especificas, na fiscalização dos produtos destinados à alimentação animal e no controle da importação de insumos agropecuários e fiscalizatório laboratorial destes insumos, eles são cuidadosamente avaliados sob o olhar atento desses profissionais concursados, vinculados ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

“O Dia do Zootecnista nos enche de muita satisfação e orgulho pelo desempenho de uma atividade tão relevante para garantir a segurança do alimento, assim como a atuação de todos os auditores fiscais federais agropecuários, que trabalham com esse propósito, mas nos preocupa a extensão da cadeia agropecuária, que exige um número maior desses profissionais tão qualificados para essas funções”, destaca Janus Pablo de Macedo, presidente do Anffa Sindical.

 

Fonte: Portal DBO

 

Adicionar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias