4 de julho de 2022

Curiosidades sobre a China

A China está entre os lugares mais interessantes do mundo. Sua rica cultura e costumes milenares, causam um grande fascínio nas pessoas. Ao mesmo tempo, os hábitos peculiares da população local, geram certo estranhamento em quem está acostumado ao jeito de viver do ocidente. Confira a seguir, algumas curiosidades sobre a China, para conhecer um pouco melhor sobre o país e seu povo.

População

A China é o país mais populoso do mundo. Ao todo, são 1,38 bilhões de habitantes, o que representa 1/5 de todas as pessoas da Terra. O excesso de gente, fez com que o governo estabelecesse a lei de que, cada casal, pode ter apenas um filho. O curioso é que, para evitar que os chineses escolham o sexo do criança, por lá é proibido obter essa informação antes do nascimento.

Excesso de homens

A política do filho único gerou uma grande diferença na população de homens e mulheres. Atualmente, o número de cidadãos do sexo masculino supera o feminino em quase 20 milhões. A estimativa é de que, nos próximos anos, entre 30 e 40 milhões de homens fiquem solteiros no país, pela grande dificuldade de encontrar esposas.

Curioso é que, apesar da diferença, as universidades locais recebem um número tão maior de estudantes do sexo feminino, que algumas chegaram a introduzir a política de cotas para homens.

Casamento pós morte

A cultura chinesa considera que os homens que morrem solteiros comprometem a próxima encarnação. Por isso, é bastante comum que familiares tentem casá-los, mesmo depois de mortos, enterrando ao lado do defunto, uma mulher recém falecida. A tarefa, no entanto, não é das mais baratas. Uma noiva cadáver chega a custar até dois mil dólares.

Crescimento urbano

O crescimento das cidades chinesas avança de forma assustadora. A cada cinco dias, um novo arranha-céu é construído no país. A demanda por cimento é tão grande que em três anos, no período entre 2011 e 2013, a China consumiu mais desse item do que toda a quantia usada nos Estados Unidos ao longo do século 20.

Fuso horário

O território chinês abrange quatro fusos horários diferentes. No entanto, o governo entendeu que todo o país deveria adotar apenas a hora de Pequim, o que faz com que o sol nasça às quatro horas da manhã no leste, e no oeste, às nove da manhã.

Superstição

A população local é extremamente supersticiosa. O número quatro, por exemplo, é pouquíssimo usado, uma vez que seu ideograma é parecido com o da morte. Por isso, os prédios locais não tem andares como o quatro, quatorze, vinte e quatro, e por aí vai. Além disso, os celulares terminados com o número, costumam sair a preços bem acessíveis.

Internet

Apesar do uso da Internet ser bastante censurado e das sanções a sites como o Facebook e o New York Times, cerca de 95 milhões de chineses tem uma conta na rede social. O uso da web, inclusive, é fruto de algumas contradições, já que, mesmo com as restrições, o país conta com uma série de clínicas de tratamento voltadas para para viciados, justamente, em internet.

Cultura Milenar

A cultura chinesa é, provavelmente, uma das mais ricas que alguém pode conhecer. Foi construída por milhares de anos, a partir de diverso povos e civilizações, dado à imensidão de seu império ao longo do tempo. O país conta com uma série de templos, museus e jardins fascinantes, que respiram uma história completamente distinta de tudo o que estamos acostumados a ver no ocidente.

Culinária

A exótica gastronomia é uma grande experiência sensorial para quem decide passar uma temporada em terras chinesas. Esqueça as referências dos famosos pratos feitos com escorpiões, besouros e outros insetos. Ainda que exista a possibilidade de experimentá-los, caso tenha vontade, eles não representam toda a variedade de texturas e sabores que marcam a culinária local, muita rica em temperos e vegetais.

Turismo

A viagem à China é uma oportunidade de conhecer lugares paradisíacos, tanto dentro do país, quanto ao longo do continente asiático. Internamente, as opções são muito variadas, de belas paisagens rurais à metrópoles cosmopolitas e movimentadas como Shangai, um dos principais centros financeiro, cultural e tecnológico do planeta.

Poder de compra

O governo chinês tem, como política, manter a moeda local desvalorizada para fortalecer as exportações do país, o que dá aos estrangeiros que passam uma temporada por lá, um amplo poder de consumo. É possível encontrar de absolutamente tudo, a preços bem mais baixos do que no resto do mundo.

Fonte: www.amelhorcoisadaminhavida.com.br

#VemProNossoTime

Mulheres do Agro e Labhoro te convidam para embarcar nesta uma viagem inédita à China. Um grupo exclusivamente composto por Profissionais Mulheres conhecerá em detalhes a China, maior importador de commodities e parceiro comercial do Brasil.
O programa técnico liderado por Andrea Cordeiro da Labhoro, idealizadora do projeto Missão Mulheres do Agro, inclui uma agenda de encontros e visitas que proporcionarão uma verdadeira imersão na realidade do Agronegócio da China e as relações comerciais com o Brasil.
A viagem inclui a participação de uma guia/intérprete, desde o Brasil, da equipe da TNT Viagens, empresa organizadora do projeto.
Além de toda a agenda de encontros e visitas, estão inclusos 08 noites de hospedagem em hotéis padrão 4*, sendo 03 noites em Pequim, 03 noites em Shangai e 02 noites em Dubai, com refeições inclusas, seguro de viagem, deslocamentos terrestres em ônibus e trem bala (Pequim/ Shangai), além de diversos passeios culturais.

Estamos à disposição através do email : mmabrasil@labhoro.com.br ou andrea@labhoro.com.br

Espero você! Um abraço!

 PARA BAIXAR O ROTEIRO DA VIAGEM, CLIQUE AQUI
 PARA BAIXAR O FICHA DE INSCRIÇÃO, CLIQUE AQUI

 

 

Adicionar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias