25 de agosto de 2019

Guerra Comercial versus Mercado Climático

A previsão de condições climáticas desfavoráveis para a região do meio oeste norte americana, mais conhecida como cornbelt, compensou o impacto baixista sobre a Guerra Comercial e com isso evitou uma queda acentuada em CBOT nesta Terça Feira, 06.

Ontem tivemos todas as ferramentas possíveis para uma grande liquidação nos preços da soja na bolsa em Chicago, CBOT. Só faltou os fundos de investimento quererem!

Poucos dias após Trump anunciar que taxará mais uma lista de US$ 300 bilhões em produtos chineses, a partir de 01 de setembro, a China através de seu Ministério do Comércio anunciou ainda na terça feira cedo a suspensão de novas compras de produtos de origem norte americana.

A resposta veio 5 dias após o anúncio de Trump. O ministério declarou que considera a medida anunciada por Trump como “uma violação séria do encontro entre os chefes de Estados da China e Estados Unidos” ocorrida durante encontro por ocasião do G20 no final de junho.

A China não parou por aí e adiantou que estuda tarifar produtos de origem dos Estados Unidos que forem comprados depois do dia 03 de agosto.

Vale relembrar que já se vão 17 meses desde o início da guerra deflagrada pelos Estados Unidos inicio de março, quando surpreendeu ao impor taxação nas importações de aço e alumínio da ordem de 25 e 10% respectivamente.

A China na época sentindo-se lesada, impôs tarifação da ordem de 25% sobre uma lista de 545 produtos americanos. Com o boicote, a guerra se materializou e há 17 meses se arrasta trazendo prejuízos a grandes corporações das duas nações.

Sobre o clima no meio oeste dos Estados Unidos, não resta outra opção a não ser monitorar atentamente cada atualização dos mapas climáticos nos próximos dias. E olha que os modelos americano, europeu, canadense, entre outros atualizam entre 2 a 3 vezes ao dia. Então segura aí o coração e não esquece do remédio da pressão.

Os mapas de ontem no final da tarde projetavam fracos acumulados para os próximos 10 dias e temperaturas em elevação.

Conversando pessoalmente ontem à noite com produtores de dois importantes estados, Iowa e Illinois, predominaram os relatos de preocupação sobre as temperaturas altas e alguns dias sem chuvas. Segundo os produtores, as lavouras de milho e soja já dão sinais da irregularidade de chuvas.

Confira os mapas de temperatura e chuvas para os próximos 1 a 7 dias.

Temperaturas

 

Chuvas

 

 

Adicionar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *