4 de dezembro de 2021

O que esperar do mercado nos próximos dias?

Estamos há 2 pregões do feriado de Natal e há 6 do feriado de Ano Novo, um período que o volume de negócios na Bolsa em Chicago diminui.

Mas CUIDADO, essa queda de volume na bolsa não necessariamente significa mercado estável ou com pouca oscilação. Se provocado, um mercado assim pode ser perigoso: Com pouco volume e participantes (players) o resultado pode ser nervoso e render grandes alegrias ou estragos.

Os preços podem subir ou cair violentamente impulsionados justamente pela falta de liquidez. Sobe ou cai no vazio.

Mas no mercado agrícola, o que poderia fazer isso acontecer nessa janela de até 7 pregões, num  momento de negócios mais restritos ?

Primeiramente Ajustes finais nas Carteiras de Fundos de Investimento. Período mais que propício para vários fundos reacomodarem suas carteiras e mostrarem bons resultados no exercício do ano. Alguns inclusive podem antecipar rolagens de posições se isso ajudar a embelezar a conta! Agora não esqueça que no geral os mesmos fundos que negociam commodities agrícolas também investem em mercado acionário e como o ano de 2017 ainda não acabou tenha cautela. Temos casas e analistas ainda projetando novos recordes nos mercados financeiros!

Outro quesito importante é o Clima na América do Sul. Previsões de chuvas e temperaturas  no curto prazo e no período estendido e especulações sobre a intensidade da La Nina e seus efeitos para as safras sul-americanas podem render boas oportunidades. Sem teoria da conspiração, mas alguns podem inclusive querer ampliar o efeito La Nina para o período de pré-plantio da próxima safra americana, no caso de alta.  Também não deixe de considerar que uma reavaliação minimizando o fenômeno climático também pode ser usada do lado baixista. Então se prepare, pois são muitas as ferramentas que os fundos dispõem somente nesse quesito. Hoje mesmo já li no Comentário do clima sul-americano que a Labhoro atualiza e envia diariamente que os modelos climáticos Americano, Europeu e Canadense estão divergindo sobre o acumulado de chuvas para os próximos dias na Argentina. Apenas o modelo Americano coloca chuvas pros nossos hermanos.

Outro fundamento importante que é Demanda Mundial pode ser usado pelos fundos. Até agora as vendas extras divulgadas pelo USDA não estão animando os investidores. A interpretação é que o volume de vendas da próxima safra dos EUA está consideravelmente abaixo da do mesmo período em 2016. Então essa falta de compras volumosas por parte da China deixa o mercado meio perdido. Do lado oposto, uma grande venda poderia mudar o entendimento dos fundos. Indo adiante nesse mesmo quesito demanda, anúncios de cancelamentos de compras seriam catastróficos e seriam usados para novas vendas na bolsa.

Obviamente que há uma série de outros motivos e fundamentos (técnicos e fundamentais) para a entrada ou saída brusca de posições, mas creio ter relacionado algumas das mais relevantes.

Mas os temas Inverno Rigoroso nos Estados Unidos, Tensão políticas entre EUA e Coréia do Norte, Reforma Tributária nos Estados Unidos são mais alguns exemplos.

Adicionar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias