9 de agosto de 2020

Outubro acabou! Mas o cuidado continua.

Ame-se! Cuide-se!

O autoexame das mamas através do toque é a maneira mais popular para detectar um câncer de mama, mas nem sempre a doença pode ser percebida somente com o apalpar dos seios.

Durante a campanha do “Outubro Rosa”, mulheres são estimuladas a realizar exames e a entender melhor a doença, principalmente para desfazer os mitos que cercam o câncer de mama e alertar para a importância do diagnóstico precoce.

 

Mas o autoexame deve ser feito e lembrado durante todo o ano! O câncer de mama é o segundo tipo mais comum, tanto no Brasil como no mundo, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Fica atrás apenas do câncer de pele não melanoma.

O Inca estima 60 mil novos casos por ano da doença somente no Brasil.

A doença é um tumor resultante da multiplicação de células anormais das mamas, havendo mais de um tipo deste câncer. A grande maioria dos casos tem boa resposta ao tratamento, principalmente quando diagnosticado no início.

A recomendação no Brasil é que mulheres entre 50 e 69 anos façam uma mamografia a cada dois anos. Essa é também a rotina adotada na maior parte dos países que implantaram o rastreamento do câncer de mama e tiveram impacto na redução da mortalidade por essa doença.

Além de se consultar com um ginecologista, a mulher deve fazer o autoexame das mamas em casa, uma vez por mês, logo após a menstruação, que é quando o seio está em seu estado normal.

Confira os quatro passos para o autoexame das mamas:

Adicionar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para seu exemplar autografado envie um e-mail

Agosto Dourado

#oAGROporELAS

Campanha Máscaras Solidárias do Agro

Categorias

Para seu exemplar autografado envie um e-mail

Agosto Dourado

#oAGROporELAS

Campanha Máscaras Solidárias do Agro

Categorias