26 de setembro de 2020

Pausa para o cafezinho – Filtro de papel X Coador de pano

Como é bom despertar todas as manhãs com aquele aroma de café fresco na xícara, isso sem contar a sensação única de energia que esta bebida nos proporciona diariamente.

De acordo com a Authority Nutrition, “Muitos ensaios controlados em humanos mostram que o café melhora vários aspectos da função cerebral. Isso inclui memória, humor, vigilância, níveis de energia, tempos de reação e função cognitiva geral.”

Que o café nos remete boas lembranças e ainda melhora o nosso humor e disposição, não temos dúvidas. Veja como essas regras básicas podem ajudá-lo a aprender como fazer o seu café, sem amarguras indesejadas e praticamente garantir uma xícara de café saborosa.

Existem dois métodos mais comuns para o preparo de café coado em casa, sendo o uso de filtro de papel e o coador de pano. Nesse primeiro método será preciso um pequeno porta-filtro de tamanho compatível com o tamanho de filtro a ser utilizado.

Depois de usado, descarte o filtro de papel no lixo, ele não poderá ser reutilizado para o preparo de café, mas usando sua criatividade, dá para criar artesanatos incríveis, já vi abajur feito com filtro de café, e ficou lindo. O filtro de papel também já foi utilizado para compor poesia, como já falamos por aqui, do trabalho inspirador do poeta mineiro Carlos La Terza, que reutiliza filtros de café para compor o seu livro de forma 100% artesanal e sustentável, uma junção de arte, poesia e café!

Outro fato interessante sobre o filtro de papel é que ele foi inventado em 1908 por uma mulher, a dona de casa alemã, Amalie Auguste Melitta Bentz, criadora deste prático método.

Há relatos que depois de algumas insatisfações do marido em relação ao sabor e aroma do café no coador de pano, impactado devido ao longo tempo de utilização do mesmo, Amalie buscava uma solução prática e rápida que deixasse a xícara sem resíduo de café e amargor, e depois de alguns testes, criou e patenteou o clássico filtro descartável de café Melitta, que chegou ao Brasil na década de 60,e segue presente em muitos lares brasileiros.

Sobre o uso de coador de pano, é necessário uma higienização sempre, para evitar odores. Lave-o após o uso somente com água, e antes de usá-lo para o preparo do café assim como o filtro de papel escalde-o em água fervente, isso é necessário para retirar qualquer sabor residual de papel ou tecido.

Uma dica importante antes de utilizar pela primeira vez o coador de pano, é ferver o coador em solução de água com café para retirar a goma ou outros resíduos, para que assim possa adquirir o aroma do café. Outra curiosidade em relação aos coadores é a vida útil, é recomendável trocar o filtro de pano a cada 15 dias.

Apesar da maioria das pessoas não utilizar termômetros na cozinha em casa, a temperatura da água para coar o café é muito importante. Quando fria demais, não passa o café pelo filtro. Já demasiada quente pode “queimar” o pó, trazendo amargor.

O fundamental é observar a água, retire-a do fogo quando surgirem as primeiras bolhas. Excesso de fervura retira o oxigênio e compromete a qualidade do café, bom feito isso é só passar o seu cafezinho no método escolhido seja coador de pano ou filtro de papel para começar o dia com energia de sobra!!

Além de degustar o seu método preferido em casa, também poderá reutilizar a borra do café como fertilizante para suas plantas, sim o café é um ótimo fertilizante, graças aos seus altos níveis de nitrogênio, fósforo, potássio e outros minerais que são benéficos para a saúde das plantas, a natureza e o planeta agradece.

A borra do café também serve como esfoliante para o rosto que ajuda no combate a oleosidade entre outros benefícios para a sua pele, além de ser um estimulante natural para o crescimento dos cabelos, isso se deve pela ação do café no hormônio responsável pela calvície chamado DHT, que atua dentro dos folículos do cabelo.

O café bloqueia o hormônio aumentando a circulação sanguínea que estimula o crescimento capilar. Essa afirmação foi publicada no Jornal Internacional de Dermatologia da Inglaterra e chamou bastante atenção da comunidade científica.

O café coado possui maior concentração de cafeína e isso se deve pelo tipo de preparo do café, quanto mais tempo do café em contato com a água, maior será a quantidade de cafeína extraída do pó.

E você como gosta de preparar o seu coado em casa? Já Reutilizou o filtro de papel para algum artesanato?Compartilhe conosco!

Uma ótima semana a todos, abraço e até o próximo e saboroso cafezinho.

Fonte: Blog do Madeira

 

*Lilian Trigolo

Coffee Lover-apaixonada pelo universo do café, e toda a sua cultura cafeeira, formada em Administração de Empresas com Ênfase em Comércio Exterior.

Instagram: @liliantrigolo
E-mail: lilian

Adicionar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lenços do Agro 2020: Cadastro de Apoiadores

Clique na imagem e garanta o seu!

Setembro Amarelo

#oAGROporELAS

Campanha Máscaras Solidárias do Agro

Categorias

Lenços do Agro 2020: Cadastro de Apoiadores

Clique na imagem e garanta o seu!

Setembro Amarelo

#oAGROporELAS

Campanha Máscaras Solidárias do Agro

Categorias