19 de agosto de 2022

Mariana Zanatta – Histórias Inspiradoras por Descomplicando o Agro

Vamos conhecer uma das mentoradas de Andrea Cordeiro e Roberta Paffaro da primeira edição do programa de mentoria Descomplicando o Agro que foi realizado em julho de 2021: Mariana Zanata.

“Olá, meu nome é Mariana Zanatta, 29 anos, e trabalho como analista de inteligência de mercado, em uma revenda de insumos agrícola no centro-oeste do Brasil.

Sou Engenheira de Alimentos e resolvi mudar para o agro em 2015, aos 25 anos.

Comecei na revenda já nos processos de barter, depois de quase quatro anos, cuidando do crédito que era fornecido para os nossos clientes e após um ano e meio passei a atuar no departamento de inteligência de mercado.

Hoje, quando alguém me pergunta o que um profissional precisa ter ou ser para atuar no agro, seja dentro ou fora da porteira, a primeira resposta que vem à cabeça é “TER A MENTE ABERTA”.

O agro no Brasil, iniciou nos últimos anos um processo disruptivo e essa transformação não vai parar. A tecnologia que antes era uma ferramenta associada apenas a “ala” urbana, chegou com tudo na nossa “ala”, ao mundo rural, tornando o produtor mais atualizado, no que diz respeito principalmente a conhecimento (técnico, de processos, de mercado), produtividade e gestão de custos.

De forma mais clara, o que eu quero dizer com “TER A MENTE ABERTA”, é que a gente é quem cria o agro hoje. Nada é engessado, a todo momento surge uma ferramenta nova e um jeito novo de se trabalhar.

Falando agora, particularmente sobre a área de inteligência de mercado na revenda, a rotina exige do profissional aptidão analítica. Isso porque precisamos nos abastecer de informações diariamente e identificar o que afeta ou pode afetar onde atuamos, talvez a melhor maneira de descrever essa aptidão é dizer que precisamos ser também bons gestores de risco, afinal, nenhuma informação é repassada adiante sem levar junto os seus riscos medidos.

Estando munida de informações, a área de inteligência indica estratégias de negócios e proteções para os seus clientes, seja a própria empresa, ou os clientes da empresa, no meu caso, nós da inteligência atendemos clientes internos e externos também. Aqui, vale ressaltar mais um requisito essencial que é, saber se comunicar, expressar de maneira, simples e clara as informações captadas, riscos medidos e possíveis estratégias de proteções. Afinal, o linguajar do mercado, muitas vezes, é diferente do trivial.

Gostaria de finalizar esse texto, com uma mensagem muito simples, que é: saber se relacionar, colaborar com outras pessoas e ser orientado para solução, são qualidades que contribuem para o sucesso de quem quer ser um bom profissional no agro, o conhecimento técnico se aprende facilmente, mas a habilidade de ser um bom ser humano é mais difícil de adquirir.”

Mariana Zanatta é formada em Engenharia de Alimentos pela UFG, com MBA em Gestão de Projetos pelo IPOG. Trabalha há 6 anos no Agronegócio nas cadeias de soja e milho, atuando como Analista de Inteligência de Mercado na Elo Agrícola em Goiânia em Goiás, e auxilia a empresa e seus clientes em estratégias de proteção e comercialização de seus produtos.

Linkedin: marianazanattabruno | e-mail: marianazanattabruno@gmail.com

Se você quer terminar o ano investindo em sua carreira, aproveite a última turma do ano para ser direcionada pela dupla de mentoras em um programa de curta duração que acontecerá no mês de novembro. Para saber mais acesse:

https://descomplicandooagro.com.br/

Adicionar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias

Clique na imagem e garanta o seu!

Categorias